Se você deseja reformar um imóvel, seja ele comercial ou residencial, você precisa estar atento a um detalhe que pode fazer a diferença: o Laudo Técnico de Reforma.

Mais que um documento, ele é uma verdadeira exigência que passou a vigorar em 2014 após vários casos de danos e acidentes provocados por reformas sem acompanhamento ou mal feitas.

No post de hoje, portanto, vou explicar melhor o que significa Laudo Técnico de Reforma e por que ele é um documento tão importante para a sua reforma residencial ou comercial, por menor que ela seja.

O que é Laudo Técnico de Reforma

O Laudo Técnico de Reforma trata-se de um documento em forma de relatório que explica e demonstra tudo o que será realizado e de que forma será executada a reforma. Ele atesta, ainda, que a obra em questão não afetará a estrutura do imóvel e da região, garantindo a segurança dos próprios moradores e de seus vizinhos.

Por mais que aparentemente esse documento pareça ser somente mais uma exigência burocrática entre tantas outras quando o assunto é obra, o fato é que o Laudo Técnico de Reforma é um documento importantíssimo que pode evitar muitas dores de cabeça, principalmente se for elaborado por um profissional competente (no caso, um engenheiro ou um arquiteto).

Você se lembra da tragédia ocorrida em 2012 no Rio de Janeiro, na qual dois prédios e um sobrado desabaram matando 15 pessoas? Na época, descobriu-se que a principal hipótese foi um abalo na estrutura de um dos prédios por conta da reforma de uma de suas salas comerciais. Por isso torna-se tão importante documentar e se verificar profundamente a possibilidade de uma reforma.

O Laudo Técnico de Reforma é regido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), mais precisamente a NBR 16.280, que estabelece as regras para reformas. Na maioria dos casos, são elaborados escopos que detalham quais alteração serão realizadas.

Eis alguns exemplos de serviços que exigem a elaboração de um Laudo Técnico de Reforma:

  • alterações de sistemas hidráulicos, sanitários e elétricos;
  • alterações de sistemas de ventilação, exaustão e ar-condicionado;
  • trocas de revestimentos e esquadrias diferentes das originais;
  • instalação de equipamentos industriais e de sistemas de gás;
  • vedação e impermeabilização;
  • mudanças estruturais.

Se você mora em apartamento ou tem uma sala comercial, fique ainda mais atento: reformas só podem ser feitas se houver um arquiteto ou engenheiro responsável, por menor que ela seja.

Caso as exigências da ABNT não sejam cumpridas, o proprietário pode responder civil e criminalmente. E caso a reforma não esteja dentro das normas, ela pode ser interrompida.

As vantagens de um Laudo Técnico de Reforma

Agora que você já sabe que o Laudo Técnico de Reforma é um documento exigido por lei, vamos falar um pouco sobre as suas vantagens – mais precisamente sobre duas delas.

Como você já percebeu, a segurança é uma grande vantagem. Isso porque a falta de acompanhamento profissional durante as obras traz sérios riscos. Uma simples reforma hidráulica pode provocar uma imensa infiltração nos apartamentos vizinhos e até causar danos na estrutura do prédio.

A segunda vantagem é o grande custo-benefício de tempo e dinheiro. Por mais que ainda existem pessoas que acham caro ou desnecessário contratar um engenheiro ou arquiteto para orientá-las, o fato é que um Laudo Técnico de Reforma – desde que bem executado –, ajuda muito na hora de planejar os gastos da obra e diminui consideravelmente a necessidade de retrabalhos ou decepções com resultados indesejados.

Posso, inclusive, citar uma terceira vantagem: a participação ativa do cliente no processo de elaboração da reforma. Durante toda a produção do Laudo Técnico de Reforma, ele é ouvido e respeitado em todos os aspectos.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre a importância da elaboração de um Laudo Técnico de Reforma, eis o ensinamento final: não deixe de buscar por um profissional ou uma empresa competente para a realização desse serviço. Fique de olho em sua reputação e verifique sua idoneidade junto aos Conselhos competentes.

E se você precisar de ajuda ou quer tirar alguma dúvida sobre esse tema, entre em contato agora mesmo. Até a próxima!